sábado, 26 de junho de 2010

NERDSKAMIKAZE X PÂNICO NA TV

A campanha "CALA BOCA GALVÃO", liderança de trending topics do Twitter, atingiu proporções globais, trazendo muita curiosidade sobre seus idealizadores. Então, foi postado em vídeo no Youtube pelos NerdsKamikaze, explicando que o sentido "CALA BOCA GALVÃO" seria na verdade um "SALVE GALVÃO", e não uma atitude ofensiva para com o locutor Galvão Bueno, que aderiu o movimento na esportiva em grande clima de Copa do Mundo.
Veja abaixo o comentário completo de Galvão Bueno sobre a campanha:
video
http://www.youtube.com/watch?v=KOtSPaVFGyo&feature=youtu.be

Esse vídeo foi comentado até pelo The New York Times, um dos jornais mais lidos do mundo, que discordou do sentido de "tradução", criando ainda mais especulações sobre o assunto. Acontece que no Brasil, a grande maioria que aderiu a campanha, conseguiu entender a piada de duplo sentido, que no fundo, foi uma grande homenagem para o locutor global.
Veja o vídeo da campanha abaixo:
video
http://www.youtube.com/watch?v=bdTadK9p14A

No domingo de 13/06/2010, o programa Pânico na TV, exibiu uma matéria se auto titulando o criador do movimento.
Veja o video CALA BOCA PÂNICO! abaixo:
video
http://www.youtube.com/watch?v=O13NXPNMVyA

O criador da campanha "para salvar o pássaro Galvão", que resultou na adesão do próprio, é na verdade o grupo de humor @nerdskamikaze, fundado por @nandopax. Os créditos do CALA BOCA GALVÃO, são da nação brasileira! Não foi justo o Pânico se apropriar da repercussão internacional do "meme": CALA BOCA PÂNICO!!!

Veja a discussão abaixo de @nandopax e @alanrapp (Alan Rapp: Direção geral do programa Pânico na TV). Clique na imagem para ampliá-la.

http://twitoaster.com/country-br/nandopax/alanrapp-alem-disso-o-que-repercutiu-internacionalmente-foi-o-video-e-nao-a-faixa-cala-boca-panico/

Nando Pax - "Eles mexeram com o "Grupo de Humor" errado. Com toda classe, vamos mostrar a verdade ao povo brasileiro, que é o grande responsável por isso. O nosso vídeo, indiscutivelmente contribuiu, para repercussão internacional do fato e para adesão do próprio Galvão pelo fato. CALA BOCA, PÂNICO!"

Veja abaixo, o que dizem hoje sobre a campanha:
http://thelede.blogs.nytimes.com/2010/06/14/tweets-of-fictional-galvao-birds-echo-online/

http://www.theglobeandmail.com/news/technology/globe-on-technology/world-cup-inspires-web-mayhem/article1606300/

http://schott.blogs.nytimes.com/2010/06/25/cala-boca-galvao/


Para saber mais e seguir as campanhas:
nerdskamikaze.com

Twitter
@nandopax
@NerdsKamikaze
@dhandycavalero

sexta-feira, 18 de junho de 2010

MOTIVO DE SER

Parece de verdade que não temos motivos para revoluções. Todos nos agredindo; deixamos o medo de ser apenas cidadãos comuns. Sem poder expressar em gritos pela desordem e ignorância, por não saber para quem gritar, alguns gritam para “locutores”, outros para governantes, e outros para a própria mãe; mas de certa forma, não temos mesmo para quem dizer o pensamento de paz, causando agressões e mentirosas promessas de viver em harmonia.

Sabe como penso sobre tudo isso? Desespero descontrolado de querer arrumar a cama, mas sabendo que logo voltará a dormir, desiste por preguiça e comodismo. Melhor não mexer naquilo que está quentinho e aparentemente confortável. Deixa assim como está! Não será o "locutor", ou o governante, ou a sua própria mãe que lhe dirá a verdade, mas sim seu próprio pensamento fará que pague caro por ser assim.

Aprendi a pouco, que antes de dormir, devo rezar para ter bons encontros com meus amigos verdadeiros. Eles sim sabem perfeitamente "onde" estou e como me ajudar a sair de furadas!

Prometo não desistir de procurar a verdade, mesmo que ela seja uma mentira!

quinta-feira, 10 de junho de 2010

GOELA ABAIXO

Já no momento de sua criação, a poderosa TV Globo foi idealizada com um único propósito: transparecer a verdade do país, mesmo que sendo de uma forma mentirosa. Se auto-titulando “padrão-globo de televisão", de certa forma conseguia produzir programas hipnotizantes visando manipular uma grande massa de brasileiros. Naquela época, enfiada goela abaixo, não foi difícil conquistar o sucesso, pois o Brasil vivia uma realidade de intolerância militar e um povo carente de informação. Bastava apresentar uma programação colorida e recheada de atrativos tecnológicos.

Pelo fato de ter sido uma união política, juntamente com a empresa norte americana Time-Life, o jornalista e audacioso empresário Roberto Marinho, assinou um contrato com o Diabo, dando em troca seu compromisso de controlar uma sociedade indiretamente. O governo por sua vez, acreditava que a única forma de passar a mensagem que lhe conviria, seria pela televisão, algo novo e sem dúvida imortal para a comunicação.

A emissora influenciou diretamente a política, deixando muitas vezes brechas de irregularidades. Logo em seu início, Carlos Lacerda denunciou ilegalidade à união da emissora com o grupo Time-Life, causando desconforto e proibição de participações financeiras vindo do exterior.

Em meio a uma época de pura tensão controlada pelo presidente ditador militar, Marechal Artur da Costa e Silva, a cobertura das manifestações sociais pela Globo era zero, seu foco apenas era de passa a melhor e mais bela imagem possível com superproduções de novelas e programação controladas pelo Governo.

No ano de 1967 acaba o transtorno AI5, vindo logo após, em 1969, o Jornal Nacional, com a obrigação de passar a verdade, nada mais que a verdade para população. Será? O povo acreditava piamente nas imagens e reportagens exibidas pelo jornal, fazendo com que a idéia de viver no melhor país, existisse de fato.
Com certeza o caso mais gritante de intervenção político, foi nos anos 90 com a campanha para presidente de Fernando Collor de Mello. Uma campanha considerada publicitária, com edições favorecendo o candidato. Com a descoberta do ato falho da emissora, da mesma forma que o colocou no poder, o tirou com o impeachment. A Globo aproveitou o momento para dar explicações sobre a ausência de cobertura das antigas manifestações, dizendo que por estar vivendo uma época de censura, não poderia ser diferente, mostrando claramente os fatos.

domingo, 6 de junho de 2010

UM NOVO PENSAMENTO

Sem saber que o movimento nos guiará para um lado pronto e realizado, devemos ser obedientes, sem o direito de reclamar. Não podemos reclamar de algo dado! Não reclame, apenas faça sem perguntas.