sábado, 31 de julho de 2010

NAS ONDAS TELEPÁTICAS

Já no século XVII um genial pensador, o físico Christiaan Huygens comentava alguma coisa sobre as ondas e a existência de um possível campo eletromagnético, que dois séculos após ficou conhecido como espectro, que poderia ser utilizado para transpassar informações em formas de números. Pois bem, compreendemos tudo isso com a utilização de rádios, TVs, celulares, redes wireless etc. Estamos vivendo aquele futuro antes ficção para a humanidade dos anos 50.

Os valores graças a Deus mudarão. A riqueza com certeza não será mais enxergada por obtenção de matéria, como casas, carros ou pedacinho da lua. O poder conquistado pelo dinheiro virá por água abaixo com a chegada da grande mutação. Quem aprender a nova tecnologia agora fará parte da mais "nova ordem mundial". Nossos filhos nascerão com “chips telepáticos”, ou melhor, “ids” (identificação) com códigos e mapas genéticos, contendo toda informação possível de suas habilidades e capacidades para serem explorados de maneira certa.

Já no ano de 2009, cientistas britânicos desenvolveram um “chip telepático” com o intuito de ajudar deficientes a não dependerem mais dos outros para ligar uma televisão por exemplo. Segundo o cientista britânico John Spratley, a pessoa fará tudo com o poder da mente. Interessante, não? Pois bem, agora é só aguardar o minuto seguinte e torcer para que essa grande conquista seja acessível para toda humanidade e não apenas mais um luxo para a classe Illuminati. Mas, uma pergunta que não quer calar: De que adiantou o Michael Jackson comprar um pedacinho da lua? Agora a família terá que dividir em puxadinhos, ou quem sabe, leiloar e matar a fome do mundo com toda fortuna. Uhumm! Será? Abraços meus queridos leitores futuros telepatas!

Fonte: http://veja.abril.com.br/noticia/vida-digital/paraplegicos-podem-se-mover-telepatia

domingo, 25 de julho de 2010

SE PENSAR DEMAIS, FEDE

Vamos tentar nos lembrar da infância. Deixávamos todos preocupados com nossa alimentação, roupas, brinquedos, escola, até o que dizer por perto para não agredir nossa psicologia infantil. Era realmente muito bom ser algo preocupante para os outros. Mas de repente crescemos e invertemos a situação. Temos que nos preocupar com o mundo em que vivemos; o que dizer para a mulher, como tratar um chefe no trabalho e assim vão as idiotices que nos perturbam, fazendo com que percamos todos nossos preciosos fios de cabelo.

Ouvi algo um dia desses que me deixou bastante pensativo. A maioria de nossos superiores tem o poder do terrorismo. Veja bem, se você não está mais contente com o emprego, conversa com seu patrão e diz que não dá mais, pois acabou o clima. Então ele responde com uma poderosa estupidez elegante, para não sair do controle, é claro! - NÃO TÁ CONTENTE, PROCURA OUTRO ENTÃO! Pois bem, na segunda você começa a procurar um novo emprego e consegue marcar uma entrevista para terça. Vai para a entrevista e chega mais tarde no atual e infeliz trabalho. Seu chefe fica muito puto e lhe dá uma suspensão de três dias. Você consegue entender esse raciocínio? Primeiro ele te manda procurar outro emprego, depois que feito, ele lhe condena por chegar atrasado. Difícil isso, não é? Como estar em dois lugares ao mesmo tempo? Resumindo, seja um puxa saco de seus superiores, tome cerveja com eles pra manter a aparência social, a pro atividade então, lhe ajudará muito nesse momento, ou seja, leve um cafezinho fresco para o bonitão, eles sempre adoram esse tipo de coisa, se sentem reis e a superioridade para eles, pode acreditar, conta mais que uma boa transa.

Perceba, a maioria dos chefes tem problemas com relacionamentos. Eles geralmente pensam que seus parceiros também tem que respeitá-los como um chefe e não um marido ou mulher. Acabam ficando sozinhos, pois a humildade aparece apenas quando precisam usar o trono de verdade, para cagar e sentir seus verdadeiros cheiros do “eu interior”!

sábado, 17 de julho de 2010

ENTRE RUAS E ALBERGUES

Impressionante como ainda nos dias de hoje, temos que conviver com a exclusão social. Só aqui na capital de São Paulo, CENSO (pesquisa realizada pelo IBGE) diz ter mais de 13 mil moradores de rua; sempre a procura de um lugar para ficar para o próximo dia e assim por diante.

Urso, morador de rua há mais de 15 anos, diz estar muito preocupado com a nova realidade. Existe uma ordem da prefeitura da cidade, de limpeza geral das ruas do centro, ou melhor, recuperar a beleza que a região trazia para os olhos de turistas e cidadãos que por ali circulavam. O grande problema dessa limpeza, é que envolve também a retirada de moradores de ruas, fazendo com que eles tenham que ser levados, muitas vezes a força por guardas municipais, para bairros afastados.
Alguns moradores, apesar da dificuldade, até preferem dormir na rua mesmo. Eles alegam que os albergues não existem um controle adequado de “quem” pode ou não ficar, mas sem dúvida, a falta de higiene é a maior preocupação.
A prefeitura hoje investe milhões para manter os albergues e abrigos, mas não adiantará de nada se continuarem a jogar a sujeira para baixo do tapete, assim tão descaradamente.

sábado, 10 de julho de 2010

PSEUDO-TROLL OU PSEUDO-INTELECTUAL?

Segundo Felipe Neto (Ator, semeador da discórdia e cover da Kelly Key), um "Troll", basicamente é aquele que adora ficar na internet sem rumo certo, ou melhor, eles são tão obcecados por chamar atenção, que saem atirando para todos os lados. Criam várias campanhas contra alguém ou alguma coisa que está em alta. O talento não existe para eles, por que no fundo, eles são seres frustrados por não estarem no lugar daqueles artistas ou músicos atacados.

Veja abaixo um vídeo de Felipe Neto “Não Faz Sentido! - Fodões da Web. Trolls”.
video
http://www.youtube.com/felipeneto#p/a/u/1/B2HqX65Wug0

É bem difícil mesmo comentar algo sobre pessoas que ficam 24 horas na frente de um computador. Fazendo o que basicamente? Posso garantir 3 coisas com certeza: 1. Conversando sobre algo novo que viram na net; 2. Planejando algo para agredir alguém da net; e 3. Batendo uma longa e deliciosa “punheta”, admirando uma transa do estilo mais “estrondobizarroso” possível; de preferência num site tipo redtube.com, totalmente gratuito e sem realização de cadastro (lembrem, eles não podem dar as caras) para usufruir de seus conteúdos quentes, ou seja, sem dúvidas a melhor diversão para um nerd. Eles gostam de viver assim. Como aqueles que gostam de ficar o tempo todo malhando e puxando ferro, deixando seus corpos sarados para pegar as cachorras safadas das baladas, e melhor, sem precisar dizer uma palavra, porque para poder dizer algo, eles precisariam andar com um dicionário de baixo do braço, assim mostrariam algum destaque mental; mas pensando bem, eles não terão essa idéia genial, por que se fizerem isso, vão começar a pensar diferente e procurar alguns lugares diferentes, como a rua Augusta, por exemplo. Já pensou, como eles se dariam bem fazendo isso? Vai dizer que você nunca conheceu alguém que começou assim? Pensa bem, aquele cara que até os vinte anos andava com o carro do pai, bem sarado, roupa de marca, óculos escuros, caladão (todos achavam isso um charme, mas no fundo não tinha mesmo o que falar), e tirava fotos de olhinhos semi-fechados e biquinho de modelo para colocar no dia seguinte no Orkut. Mas de repente, ele conhece alguém que o leva numa balada Cult (aquelas baladas com músicas tocando de trás para frente e telões passando um Truffaut). Ele acaba achando aquilo bem interessante, no mínimo diferente de seu habitat natural, onde até então só existiam macacos e galinhas. Então...pois é gente...ele começou a freqüentar a rua Augusta. Até comprou alguns filmes Cult, pra entrar no clima! Deixou o cabelo com um corte bem estranho. Do nada precisou usar óculos de grau, e daqueles bem grandões, com armações pretas e largas. E as roupas então? Customizadas, e claro, compradas em brechós fedorentos..., na boa, tudo isso não adiantaria de nada. Tudo bem! Você pode me dizer: Poxa! O cara até que está no caminho certo agora. Andando com pessoas certas e bla bla bla, mas a realidade é que não se transforma um cérebro assim tão facilmente. Isso levaria muito tempo. Pelo menos um pouco de interesse desde o “semem” para se ter uma “certa” credibilidade intelectual. Melhor, teria que nascer novamente. Mas voltando ao assunto antes que percamos nossa linha de raciocínio, o que seria melhor, um PSEUDO-TROLL ou um PSEUDO-INTELECTUAL? Na boa, vamos tomar um pouco mais de sol e parar de engordar, sentados numa confortável poltrona fedendo a peido.

Para assistir mais vídeos de Felipe Neto:
http://www.youtube.com/felipeneto

Seguir o Felipe Neto no Twitter:
@felipeneto

sábado, 26 de junho de 2010

NERDSKAMIKAZE X PÂNICO NA TV

A campanha "CALA BOCA GALVÃO", liderança de trending topics do Twitter, atingiu proporções globais, trazendo muita curiosidade sobre seus idealizadores. Então, foi postado em vídeo no Youtube pelos NerdsKamikaze, explicando que o sentido "CALA BOCA GALVÃO" seria na verdade um "SALVE GALVÃO", e não uma atitude ofensiva para com o locutor Galvão Bueno, que aderiu o movimento na esportiva em grande clima de Copa do Mundo.
Veja abaixo o comentário completo de Galvão Bueno sobre a campanha:
video
http://www.youtube.com/watch?v=KOtSPaVFGyo&feature=youtu.be

Esse vídeo foi comentado até pelo The New York Times, um dos jornais mais lidos do mundo, que discordou do sentido de "tradução", criando ainda mais especulações sobre o assunto. Acontece que no Brasil, a grande maioria que aderiu a campanha, conseguiu entender a piada de duplo sentido, que no fundo, foi uma grande homenagem para o locutor global.
Veja o vídeo da campanha abaixo:
video
http://www.youtube.com/watch?v=bdTadK9p14A

No domingo de 13/06/2010, o programa Pânico na TV, exibiu uma matéria se auto titulando o criador do movimento.
Veja o video CALA BOCA PÂNICO! abaixo:
video
http://www.youtube.com/watch?v=O13NXPNMVyA

O criador da campanha "para salvar o pássaro Galvão", que resultou na adesão do próprio, é na verdade o grupo de humor @nerdskamikaze, fundado por @nandopax. Os créditos do CALA BOCA GALVÃO, são da nação brasileira! Não foi justo o Pânico se apropriar da repercussão internacional do "meme": CALA BOCA PÂNICO!!!

Veja a discussão abaixo de @nandopax e @alanrapp (Alan Rapp: Direção geral do programa Pânico na TV). Clique na imagem para ampliá-la.

http://twitoaster.com/country-br/nandopax/alanrapp-alem-disso-o-que-repercutiu-internacionalmente-foi-o-video-e-nao-a-faixa-cala-boca-panico/

Nando Pax - "Eles mexeram com o "Grupo de Humor" errado. Com toda classe, vamos mostrar a verdade ao povo brasileiro, que é o grande responsável por isso. O nosso vídeo, indiscutivelmente contribuiu, para repercussão internacional do fato e para adesão do próprio Galvão pelo fato. CALA BOCA, PÂNICO!"

Veja abaixo, o que dizem hoje sobre a campanha:
http://thelede.blogs.nytimes.com/2010/06/14/tweets-of-fictional-galvao-birds-echo-online/

http://www.theglobeandmail.com/news/technology/globe-on-technology/world-cup-inspires-web-mayhem/article1606300/

http://schott.blogs.nytimes.com/2010/06/25/cala-boca-galvao/


Para saber mais e seguir as campanhas:
nerdskamikaze.com

Twitter
@nandopax
@NerdsKamikaze
@dhandycavalero

sexta-feira, 18 de junho de 2010

MOTIVO DE SER

Parece de verdade que não temos motivos para revoluções. Todos nos agredindo; deixamos o medo de ser apenas cidadãos comuns. Sem poder expressar em gritos pela desordem e ignorância, por não saber para quem gritar, alguns gritam para “locutores”, outros para governantes, e outros para a própria mãe; mas de certa forma, não temos mesmo para quem dizer o pensamento de paz, causando agressões e mentirosas promessas de viver em harmonia.

Sabe como penso sobre tudo isso? Desespero descontrolado de querer arrumar a cama, mas sabendo que logo voltará a dormir, desiste por preguiça e comodismo. Melhor não mexer naquilo que está quentinho e aparentemente confortável. Deixa assim como está! Não será o "locutor", ou o governante, ou a sua própria mãe que lhe dirá a verdade, mas sim seu próprio pensamento fará que pague caro por ser assim.

Aprendi a pouco, que antes de dormir, devo rezar para ter bons encontros com meus amigos verdadeiros. Eles sim sabem perfeitamente "onde" estou e como me ajudar a sair de furadas!

Prometo não desistir de procurar a verdade, mesmo que ela seja uma mentira!

quinta-feira, 10 de junho de 2010

GOELA ABAIXO

Já no momento de sua criação, a poderosa TV Globo foi idealizada com um único propósito: transparecer a verdade do país, mesmo que sendo de uma forma mentirosa. Se auto-titulando “padrão-globo de televisão", de certa forma conseguia produzir programas hipnotizantes visando manipular uma grande massa de brasileiros. Naquela época, enfiada goela abaixo, não foi difícil conquistar o sucesso, pois o Brasil vivia uma realidade de intolerância militar e um povo carente de informação. Bastava apresentar uma programação colorida e recheada de atrativos tecnológicos.

Pelo fato de ter sido uma união política, juntamente com a empresa norte americana Time-Life, o jornalista e audacioso empresário Roberto Marinho, assinou um contrato com o Diabo, dando em troca seu compromisso de controlar uma sociedade indiretamente. O governo por sua vez, acreditava que a única forma de passar a mensagem que lhe conviria, seria pela televisão, algo novo e sem dúvida imortal para a comunicação.

A emissora influenciou diretamente a política, deixando muitas vezes brechas de irregularidades. Logo em seu início, Carlos Lacerda denunciou ilegalidade à união da emissora com o grupo Time-Life, causando desconforto e proibição de participações financeiras vindo do exterior.

Em meio a uma época de pura tensão controlada pelo presidente ditador militar, Marechal Artur da Costa e Silva, a cobertura das manifestações sociais pela Globo era zero, seu foco apenas era de passa a melhor e mais bela imagem possível com superproduções de novelas e programação controladas pelo Governo.

No ano de 1967 acaba o transtorno AI5, vindo logo após, em 1969, o Jornal Nacional, com a obrigação de passar a verdade, nada mais que a verdade para população. Será? O povo acreditava piamente nas imagens e reportagens exibidas pelo jornal, fazendo com que a idéia de viver no melhor país, existisse de fato.
Com certeza o caso mais gritante de intervenção político, foi nos anos 90 com a campanha para presidente de Fernando Collor de Mello. Uma campanha considerada publicitária, com edições favorecendo o candidato. Com a descoberta do ato falho da emissora, da mesma forma que o colocou no poder, o tirou com o impeachment. A Globo aproveitou o momento para dar explicações sobre a ausência de cobertura das antigas manifestações, dizendo que por estar vivendo uma época de censura, não poderia ser diferente, mostrando claramente os fatos.